Tuesday, November 07, 2006

alone we stand, together we fall apart

Unusual day this was.

Dormi pouco mas acordei bem. Mas o que me intrigou mesmo veio de fora. Recebi email de pessoas que menos esperava. Aliás, quase nunca espero anyway. Descobri que minha resistência a frustrações é baixa, então prefiro não esperar nada nunca. Mando emails e depois esqueço, porque a idéia de nunca receber uma resposta me é insuportável.

Emails bons, quase todos. Amigos que devo reencontrar em breve. Pessoas que sabem que vou pro Brasil e resolvem que sou importante. Pessoas que não me conhecem mas me acham que conhecem por causa do meu blog (acho o máximo, só não consigo entender). E outras pessoas. Sempre têm as que intrigam mais.

Baby, baby, você dançou. Agora é tarde, néam? Sim, agora é tarde. Sou eu quem digo, sou eu quem julgo. Só de farra, vamos trocar de papéis, sim? Agora você massageia e eu piso.

**

E ando pensando bobagens. Bobagens boas. Mas nem vale a pena me esticar aqui. Porque as pessoas lêem e depois vêm pedir further explanations que na esmagadora maioria das vezes eu não tô a fim de dar– se estivesse escreveria porque, acreditem, eu sei escrever claro também.

Mas tá legal, tá legal. Tá rolando, tá rolando. Estou falando da vida. Está andando conforme é empurrada. Finalmente funcionando Segundo as leis da física. O problema é quando dou aquele tapão e tudo sai voando descarrilhado. Ainda não. Por isso estou sorrindo mais.

**

E em uma semana e meia apenas estarei de malas prontas. Não vejo a hora, não vejo a hora. Estou cansada. Estou senhora.

No comments: