Sunday, March 07, 2010

still here

Acho que não tem um dia que passa sem que eu me lembre deste blog e na pena que dá vê-lo tão pouco atualizado enquanto há tanto, tanto a dizer.

Os mais próximos já sabem, os que me seguem nos twitters e facebooks da vida, também. Minha mãe teve um câncer retirado do intestino na semana passada. Um susto do caralho, mas já apaziguado pelo resultado da tomografia: nada de metástase. Na quarta-feira ela foi operada para a remoção do tumor que media já 6cm. Amanhã teremos o resultado anátimo-patológico e saberemos se ela precisará de tratamento pós-cirurgia, meaning quimio ou radioterapia. A torcida, claro, é para que não precise, mas que se vier, que matemos no peito e marquemos logo um gol. Mesmo porque, sem metástase o tratamento é a pior opção possível. E convenhamos que é uma pior opção maravilhosa perto do que pode ser um câncer.

Mas enfim, o mal já passou, está longe da minha mãe e em breve retornaremos à programação normal.

Enquanto isso sigo. Trabalhando cuidando do apê cuidando dos gatos amando meu gato-mor procurando os amigos e tentando não me enfiar nos convenientes casulos escrevendo pouco reclamando muito. Viu? Nada mudou.


Eu hoje - nada mudou.