Friday, December 19, 2008

living on the edge

Só para vocês terem uma idéia:

Comprei um Jornada 720 para levar para a viagem. Jornada é um handheld. Pra escrever minhas coisas e, onde der, acessar a internet via wi-fi.
Aí olhei pra ele e torci o nariz. Principalmente quando meu namorado disse que eu paguei caro por uma máquinha de 2001.
E eu concordei e na hora resolvi devolver.
E tudo isso não teria acontecido fosse eu menos ansiosa.
Aliás, eu seria muito mais rica fosse eu menos ansiosa. Porque não sei quantas coisas comprei porque estava ansiosa para me livrar do errand.
Então, em tempos em que temos poucas semanas para resolvermos tantas coisas, das pequenas às grandes, esse tipo de cagada acontece numa freqüência irritantemente diária.

Vou tentar me ajudar esse fim de semana. Vou fazer um curso de meditação. Parem de rir.
.
.
.
E saindo do curso vou acompanhada do meu namorado, meu breque humano, até Tottenham Court Road para comprar meu handheld. Vou tentar ir com calma e não deixar que meus olhos brilhem diante do que julgo, do alto da minha ânsia, uma barganha.

**

Acabou. Mais de quatro anos de dedicação e ma’boy terminou o doutorado. Sem precisar de NENHUMA correção. Algo extremamente raro em doutorados. Meu homem, meu orgulho.

Ontem levei-o para comemorar num restaurante ultra descolado, Sugar Hut. Hoje é o dia da comemoração geral, num pub de rock a que fomos recentemente e adoramos, o Big Red, em Holloway Road.

Wednesday, December 10, 2008

dias finais

A vontade de escrever anda sendo completamente suprimida pelos zilhões de compromissos e deadlines. Quando partirmos para a Ásia, eu ma’boy provavelmente ficaremos desorientado, meio que sem acreditar que tudo deu certo e que estamos no começo de quase 3 meses de aventura. Falta exatamente 1 mês.

Pensamos em começar um blog a dois sobre a viagem mas desistimos já. Primeiro porque sugeri uns 30 nomes e o Alê não gostou de nenhum. Depois, e principalmente, se resolvermos criar um blog da viagem nos sentiremos na obrigação de escrever o tempo todo, e ficar caçando computador em plena puta que o pariu não é bem a idéia. Portanto, quando der, onde der, acima de tudo, SE der, postarei aqui mesmo.

Que mais.... Vacinas tomadas, livros comprados.

Faltando:

- Visto da Índia
- Visto do Vietnã (que devemos tirar em Bangkok)
- Comprar um kit joinha de primeiros-socorros
- Reservar hotel em Delhi para as primeiras noites (hotel escolhido, só falta confirmarmos as datas, o que só será possível com o visto da Índia em full-colour nas minhas mãos)


Ah sim, claro, falta definir o roteiro. A gente tá indo bem de oba-oba e esse é um dos objetivos, mas não podemos ficar largados demais. A Ásia é imensa e se não traçarmos o roteiro certinho, cortando coisas, vamos perder o quente mais pra frente. Seria típico demais. Preciso fugirda minha previsibilidade for once.

**

Fizeram um buraco na minha bochecha e dói e tem ponto.

Agora deixando de manha um pouco: o médico resolveu fazer biópsia naquela pintinha na minha bochecha. Anestesia local que dói pra porra, deu vontade de chutar o saco do doutor. Não que fosse aliviar a minha dor. Só para ficarmos em pé de igualdade mesmo. Meu negócio sempre foi justiça, nem que para ser feita com os próprios pés.

Resultado em uma, duas semanas.

**

Amigos bacaninhas para jantar hoje. Farei um macarrão com molho branco, presunto e ervilhas. Delicinha.

**

Sábado mudamos de casa de novo. Rumo Fulham, onde ficaremos até o derradeiro adeus.

C’est tout for now.