Wednesday, December 08, 2004

meio ano

Essa noite sonhei com minha irma. Ela vinha para ca de surpresa e eu nao desagarrava dela. Percebam que nao foi tanto um sonho quanto uma profecia. Vai ser exatamente assim. La vinha e eu e ela dividiamos a mesma cama de solteiro, e a Bobby estava no quarto tambem e apesar do aperto eu estava incontornavelmente feliz. Vai ser assim quando ela chegar. Soh mais um pouquinho. Seis ou sete meses.

E ja estou na marca dos seis meses. Seis meses que vos deixei (aos que estao longe, claro). Engracado que me bateu uma nostalgia diferente. Nostalgia do meu primeiro mes aqui, que foi doloroso pela saudade, mas encantador por todos os outros fatores que voces devem ter acompanhado no comeco deste blog. Inclusive, comecei a por umas fotos antigas, dos primeiros meses, no meu fotoblog.

Mas que venham os proximos seis.

Albergue reservado em Paris. Falta apenas comprar as passagens de trem, o que farei neste fim de semana. Passarei o reveillon na em grande estilo com as queridas Lili e Grah, do dia 27/12 ao dia 3/1. Depois volto aa labuta, se deus quiser.

Dias frios e calmos por aqui. Hoje minha chefe anuncou a “demisao em massa” de todos os meus coleguinhas que nao tiveram a mesma sorte que eu. Fiquei triste por um ou dois. O resto era vagabundo mesmo. Verdade. To pra ver povo mais enrolador que os britanicos. Conhecem todos os sites de inutilidades do mundo, buscam deus e o mundo no Google (um veio perguntar o que eh “Observatory da Impress”, ou seja, o filhadaputa ficou me googleando), qualquer pretexto engatam numa conversa profunda acerca de assuntos realmente vazios. O resultado esta ai. Nao sei se sou energica demais, mas no lugar de minha chefe, muita gente ja teria perigado nessa empresa.

**

Cortar o cabelo virou questao elementar de sobrevivencia. Seis meses de madeixas intactas me deixou com uma mistura de cabelos ridicula. Vou tentar apenas cortar. Se ficar muito PAM, faco relaxamento. Mas estou querendo deixa-lo crescer au naturel. Vai que meu cabelo mudou e eu nem percebi?

Ah! Comprei uma QUE SAI NA AGUA tinta preta. A ordem invertida da frase foi proposital, para babae e babai nao morrerem do coracao. Eh uma bisnaguinha para pintar o cabelo e que sai na primeira lavada. Quero soh ver como fico de cabelo bem escuro. Se ficar legal, estou pensando em pintar. Nao de preto, mas de castanho escuro. Pode ficar interessante.

**

Ontem fui nadar. Ao sair de casa, falei para a Fru: “vou dar uma soltadinha, coisa pouca, volto em uma hora”. Acontece que cheguei na piscina e tinha um mano se achando. Todo musculoso, altao, dando virada olimpica. E uma vez competidora, sempre competidora. Nao aguentei. Tive que humilhar a crianca. Ah, lado negro que nao me deixa. Por que humilhar o guri na frente dos amigos? Nao adianta, nao me contenho. E ontem na piscina tambem achei um brinco liiindo no vestiario. Logicamente me pus a procurar desesperadamente pelo outro par. Revistei todas as cabininhas e nada. EU ja via a pedrinha azul brilhando na minha orelha. Mas nao achei. Cheguei na recepcao e, com a cara mais santa do mundo, entreguei o brinco: “someone might come looking for it…” A recepcionista agradeceu e me admirou. E eu fiz cara de admiravel. Sou uma vaca brasileira, mesmo.

**

Coracao vazio eh uma merda. Alguem num raio de 50km para ocupar a vaga?

No comments: